Coisas dos EUA

Nesses seis meses em que estou morando aqui nos EUA, já deu para notar várias diferenças boas e ruins entre os EUA e o Brasil. Haviam pequenas coisas da na nossa rotina do dia-a-dia aí no Brasil, que a gente nem prestava muita atenção, mas quanto nos mudamos para cá passamos a reparar nestas  pequenas diferenças. Vou listar algumas abaixo:

– Nos restaurantes a host (aquela pessoa que te recebe na entrada do restaurante) sempre vai te levar até a sua mesa. Mesmo que o restaurante esteja vazio, você não pode ir entrando e sentando onde você quiser. Você sempre tem que parar no balcão na entrada do restaurante, informar quantas pessoas são e aí a host ou um garçom do restaurante (que não é a pessoa que vai te servir)  te leva até a sua mesa.

IMG_1370

Espere o atendente te levar até a sua mesa nos restaurantes

– “Kids Menu” nos restaurantes. Em 90% dos restaurantes americanos, se você está acompanhado de criança,  sempre irão te perguntar quantos “kids menus” você quer, o que nada mais é que um papel ou um livrinho com passatempos para as crianças o qual vem com as opçõess de cardápio infantil escrita,  mais uma caixinha de giz de cera  que a criança pode levar para casa depois,

– Água gelada a vontade.  Assim que você sentar na sua mesa no restaurante o garçom já vai trazer para todos um copo cheio de água gelada e cheio de cubos de gelo.

– Inexistência total de suco de frutas natural nos restaurantes.

– Sobrou comida? Leva pra casa. Todos os restaurantes oferecem  “marmitas” e sacolinhas para você levar o que sobrou para casa. Ninguém aqui tem vergonha de sair com a sacolinha com as sobras (Se for um almoço você não vai precisar fazer janta!!)

– Na grande maioria das vezes você não precisa pedir a conta. O garçom já traz quando você mal terminou de comer. Não fique constrangido, eles não estão te expulsando do restaurante, é simplesmente o costume deles.

– Não esqueça da gorjeta do garçom que te atendeu. A média é você deixar 20% do valor total da conta. Menos de 15% significa que você não gostou da comida ou o garçom te atendeu muito mal.

– Fora de grandes cidades os estacionamentos são gratuitos, inclusive os dos shoopings.

– Self check out nos supermercados.

– Aqui é você quem abastece o seu carro. Não tem frentista.

IMG_2967

Bora abastecer!

– No fundo da maioria dos supermercados você encontra as máquinas para reciclagem de garrafas de vidros e Pets. Você recebe 10 cents por garrafa devolvida.

IMG_3211

Máquinas para reciclagens de garrafas que tem nos supermercados

– Refil para refrigerantes. Na grande maioria dos restaurantes quando terminar o refrigerante do seu copo o garçom enche ele de novo e você não precisa pagar a mais por isso. As vezes se o garçom foi com a sua cara ele traz refil de suco também.

– Em lanchonetes fast food tipo MCDonalds, o atendente te entrega o copo e é você quem o abastece diretamente na máquina de refigerante. E pode encher o copo de novo quantas vezes você quiser.

– O horário de janta aqui começa às 5 horas da tarde. As seis horas os restaurantes estão lotados e às 10 da noite a cozinha já está fechando.

– Ninguém tem vergonha de vender ou comprar coisas usadas. Na primavera e verão é super comum cruzar com vários “garage sale” (vendas de garagem) e  não importa o seu nível social, todo mundo vende e compra coisas usadas por aqui. Tem um post sobre os Garage Sales aqui.

IMG_2514

Placas de “Garage Sales” espalhadas pela cidade.

– Cupons. Tem cupon de desconto para tudo aqui!

IMG_2960

Cupons de desconto, todo dia chega um!

– A sua caixa de correio é quase que diariamente abastecida de propagandas de supermercados e cupons de desconto. Tudo para te incentivar a comprar.

– Fazer o cartão de Rewards das lojas para acumular pontos e ter descontos.

IMG_2959

cartões Rewards das lojas

– Histórico de Crédito. Para nós que acabamos de mudar para os EUA  isso é um problema. Você vai formado o seu histórico de crédito conforme você vai pagando as sua contas em dia. Se você acabou de se mudar para cá, é óbvio que você não tem esse histórico então você acaba tendo dificuldades na hora de financiar um carro, solicitar cartão de crédito entre outras coisas. Resultado: você acaba tendo que deixar um valor em dinheiro como “calção” . Tivemos que deixar calção para comprar celulares e também na companhia de energia. Este dinheiro nos será devolvido depois de um ano, se estivermos pagando as nossas contas em dia. Além disso, sem este histórico a gente acaba pagando mais caro o seguro e o leasing do carro também.

-Quando você aluga ou compra uma casa ou apartamento aqui, na grande maioria das vezes, ele já vem com os eletrodomésticos (geladeira, fogão, microondas, lavadora de louças, máquina de lavar e secar roupas).

– O americano, de uma maneira geral, é muito desencanado com o visual, é claro que há excessões, mas aqui ninguém se produz para ir no mercado ou buscar o filho na escola. Ninguém repara em ninguém, você se veste do jeito que você quer.

– Varal para pedurar roupas por aqui é um artigo raro. A roupa vai da maquina de lavar direto para a secadora, mesmo que lá fora esteja um sol de 30 graus. E em algumas casas nem tanque tem. Passar roupa? Eu passo, mas a maioria das pessoas nem ferro de passar tem em casa. A roupa vai da secadora para o guarda-roupa.

– Diarista aqui é artigo de luxo. A não ser que você possa pagar $100 dolares por uma faxina muito mal feita, é você quem vai ter que cuidar da sua casa.

– Aqui qualquer um pode comprar uma arma de fogo. É só você entrar na loja, mostrar a sua identidade e comprar.

IMG_2934

Sessão de armas dentro de uma loja de esportes. Me dá aflição só de olhar para elas.

– Comprou um presente? Providencie uma sacolinha bem bonita para colocá-lo dentro pois aqui as lojas não fazem embalagem para presente.

-Aqui ainda se usa muito o cheque. Iclusive quando chega uma conta para pagar vem junto um envelope para por o cheque com o valor dentro e enviar pelo correio o pagamento!

– Além disso você pode personalizar o seu cheque. Tem inúmeros temas como dos times de baseball até personagens da Disney!

IMG_3343

Sacolinhas para presentes a venda nos supermercados

IMG_1793

Cheques personalizados.

– A conta de água vem a cada 3 meses (pelo menos aqui em casa).

– Aqui você pode trocar ou devolver qualquer produto que você comprou sem burocracia nenhuma  (você recebe o dinheiro de volta na hora ou eles estornam no seu cartão, basta o produto estar na embalgem original, com etiqueta e apresentar o recibo de compra).

– Motociclistas não são obrigados por Lei a usar capacete, então é super comum cruzar com motociclistas pelas ruas e estradas com o vento batendo na cabeleira.

–  Pelo menos aqui em Michigan, não existem pedágios nas rodovias.

– Pelo menos na cidade onde eu moro (fora de um grande centro) não existe transporte público. Ou você tem carro ou você não sai de casa. Não existem linhas de ônibus (apenas os escolares amarelinhos), nem metro, nem trêm e nem taxi!

– Ao dirigir é pemitido fazer conversão á direita mesmo que o farol esteja vermelho para você e não tenha nenhuma placa escrito “NO TURN ON RED” na esquina (E desde que não esteja vindo nenhum carro claro!).

– Faixa central para conversão. Você para literalmente no meio da rua para virar á esquerda. Essa faixa é inteligentíssima, mas requer muita diciplina dos motoristas e não é uma faixa de rolamento, você entra nela, para e quando não estiver vindo nenhum carro você entra a esquerda. Nunca funcionaria no Brasil.

IMG_2970

Faixa central de conversão

IMG_3045

Faixa central para conversão

– Aqui você compra a grande maioria dos medicamentos  como antialérgicos, antiinflamatórios e analgésicos entre outros diretamente das prateleiras dos mercados sem precisar de receita. Apenas para comprar antibiótico e medicação controlada é necessário receita médica.

– Por falar em remédios, quando você vai ao médico aqui e ele te precreve um medicamento você não sai com a receita do consultório. O médico envia a receita via online diretamente para a farmácia que você preferir e você retira o remédio na farmácia apenas fornecendo o seu nome.

IMG_2964

sessão de remédios do mercardo.

– Não existe atendimento preferencial. Idosos, gestantes e deficientes ficam na fila como todo mundo. Claro que você pode usar o seu bom senso e deixar um velhinho passar na sua frente.

– Festa de criança aqui, na grande maioria das vezes é um evento super simples e sem exageiros. Normalmente tem apenas pizza, refrigerante e cupcakes para as crianças, e tem duração máxima de 2 horas. Não existem aquelas casas de festas infantis iguais as do Brasil. Ás vezes as mães reunem a criançada em uma casa de jogos infantis e olhe lá.

– Se você for trabalhar em empresas, se prepare para levar a sua marmita para o almoço de casa. Dificilmente você vai encontrar uma empresa que tenha um refeitório que sirva refeição. No máximo vai ter um microondas e uma máquina de café.

Acho que é isso. Se eu lembrar de mais coisas “de americano” eu atualizo o post. E você mora ou já morou aqui nos EUA ? Tem alguma coisa diferente no dia-a-dia que ficou faltando? Deixe nos comentários!

Grande Abraço Juliana

Anúncios

9 ideias sobre “Coisas dos EUA

  1. Graziela Vicente

    Adorei o post. Algumas coisas eu já sabia pq tbém acompanho o Colagem da Luciana Misura. E foi através do blog dela que eu achei o seu. Rsrsrs. Outras fiquei sabendo lendo o o seu post. Adorei o detalhe da personalização do cheques. Muito interessante. Parabéns.

    Abraços.

    Grazi

    Curtir

    Resposta
  2. Celso

    Olá Juliana, nos conhecemos somente de vista aqui na quadra mas conheço o Léo, sempre jogo tênis com o seu Ibraim (embora ele tenha parado por alguns meses estamos tentando trazê-lo de volta à quadra) ontem jogamos e ficamos umas duas horas conversando e foi assim que soube do seu blog o qual estou devorando pois sempre fui reticente sobre os EUA, mas o que é fato não se discute, estou adorando e feliz de ver que vocês estão indo bem por aí. Sempre achei que tivesse uma idéia utópica de uma sociedade organizada e com pessoas que sabem viver em comunidade se respeitando, sem querer levar vantagem em tudo (famosa lei de Gerson); onde o poder público te oferecesse o básico com qualidade, simplesmente aplicando os recursos que recebe do município em prol da vida dos contribuintes, enfim para não me alongar mais, esta mudança nas vidas de vocês e a conversa de ontem reacenderam uma antiga vontade de mudar de país. Nossa terra natal vai de mal a pior e sem perspectivas de melhoras, parabéns pelo blog estou adorando, um grande abraço à você ao Léo e ao Théo, desejo toda saúde sabedoria e segurança à vocês.

    Curtir

    Resposta
  3. Rafaela Luna

    Olá Juliana
    Em setembro me mudarei para Michigan tb, pra uma cidade não muito longe de Canton, com o marido e meu filho que terá 1 ano apenas.
    Além do coração apertado, por ficarmos longe da família e amigos, estamos super ansiosos!
    Até setembro, continuo por aqui acompanhando suas novidades!
    Um grande beijo
    Rafaela

    Curtir

    Resposta
    1. Juliana Fontes Autor do post

      Oi Rafela,

      Que bom que esta gostando do Blog!
      Quando chegar aqui em Michigan, entre em Contato, é sempre bom ter uma ajudinha no começo. Tivemos ajuda de amigos que já estavam aqui quando chegamos e foi de grande ajuda!

      Abraços
      Juliana

      Curtir

      Resposta
  4. Pingback: 1 ano morando nos EUA | Morar nos EUA

  5. Pingback: O que perdemos quando deixamos o Brasil. | Morar nos EUA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s