Arquivo da categoria: verão nos EUA

Sleeping Bear Dunes National Lakeshore – Glen Arbor

Sleeping Bear dunes (foto: @moraranoseua)

Diferente dos anos anteriores, desta vez planejamos com antecedência e viemos passar a semana do feriado de 4 de julho aqui em Glen Arbor, o nosso cantinho de verão preferido em Michigan.

A cidade de Glen Arbor fica localizada na Leelanau península, na área conhecida como Northern Michigan  da lower península e dentro do Sleeping Bear Dunes National Lakeshore. É uma cidade pequenininha com estilo praiano com opção de restaurantes e lojas bacanas e um dos pontos de partida para um dos pontos turísticos mais famosos de Michigan o Sleeping Bear Dunes National Lakeshore (parque nacional de 71,000 acres que se extende desde a cidade de Empire até Leland).

Sleeping Bear Dunes Nacional lakeshore (foto: @moraranoseua)

Por do sol em Glen Arbor (foto: @moraranoseua)

Toda a região é repleta de trilhas tanto para caminhadas como para bikes e é o lugar perfeito para quem gosta de estar em contato com a natureza e fugir das cidades maiores. O Visitor Center do parque fica na cidade de Empire mas você vai conseguir informação e mapas em qualquer uma das cidadezinhas que fazem parte do complexo de Sleeping Bear.

Lake Michigan Overlook (foto @morarnoseua)

Para visitar a região das dunas, trilhas e praias que pertencem ao Sleeping Bear Dunes National Lakeshore é necessário pagar uma taxa de $20 dólares por carro que é válida por uma semana. Esta é a quarta vez que visitamos as famosas dunas e a vista do lago Michigan lá de cima  (Dune Overlook) sempre tira o meu fôlego! Lembrem-se de não passar reto pela entrada da estradinha que chega até o topo da duna (tem placas de sinalização com o nome Stocking Scenic Drive) além disso,  quando comprar o ingresso do parque, você irá receber um jornal com informações da região e um mapa do local, não tem como errar!

img_4285

Este mapa está dentro do jornal que você recebe ao pagar a  taxa para poder entrar na área do parque

Dune Overlook (foto: @morarnoseua)

Para quem gosta encarar uma subida de duna, outra opção é o Dune Climb, outro ponto bastante visitado. Você terá uma vista bem bacana do Glen Lake lá de cima (se olhar para trás), mas você não vai conseguir ter uma vista do lago Michigan depois de encarar a primeira subida. Do topo é ainda preciso encarar uma trilha para chegar no mirante. Aconselho a ir de tênis, boné, levar água e muito protetor solar. Não recomendo ir com crianças pequenas já que essa trilha é considerada de nível avançado e tem 3,5 milhas.

Foto – @morarmoseua

Nossa primeira vez em Sleeping Bear (clique aqui)

img_4284-1

Principais atracoes de Sleeping Bear (foto do jornal que recebemos ao pagar a taxa para entrar no parque)

Fizemos a reserva no hotel no começo de Maio, já que a opção hoteleira por aqui é pequena, principalmente se você pretende ter acesso ao Glen Lake. Como das outras vezes que estivemos aqui ficamos hospedados no Maple Lane Resort que tem uma prainha privativa no Little Glen Lake. Além do acesso ao lago, eles oferecem a opção de quarto do tipo kitchenette que tem uma mini cozinha, o que é ideal para preparar comida para as crianças. Na praia eles disponibilizam caiaque e paddle para os hóspedes e píer.

O hotel é simples mas bem agradável com quadra de areia , campfire para fazer s’mores a noite, um pequeno playground (poderia ser melhor), mesas de pic-nic e churrasqueiras espalhadas pelo gramado . O café da manha oferecido na diária é bem fraquinho e é servido na cozinha comunitária do hotel (Gathering room).

Para nós o grande atrativo de ficar hospedado nesse hotel/motel e não em algum outro hotel da cidade  é o acesso ao Glen Lake, lago cristalino, com fundo de areia, raso e água em temperatura agradável para as crianças. Ótimo para passar o dia todo andando de barco, fazendo wakeboard ou simplesmente se refrescando e tomando sol!

img_3377

Motel Maple Lane Resort

img_3360

Área externa do hotel em que ficamos hospedados

img_3554

Prainha que pertence ao hotel que ficamos no Glen Lake (foto: @moraranoseua)

Para quem não vai ficar hospedado na margem do Glen lake (o lago possui 2 lados separados por uma ponte, o lado maior é chamado de Big Glen lake e o menor de Little Glen lake), ele possui três acessos públicos. Um é exclusivo para colocar e retirar os barcos do lago (boat acess). Tem um acesso pela picnic área no little Glen lake quase em frente ao Dune Climb e um outro no big Glen lake em uma área chamada founders picnic area com área para picnic, playground, acesso para caiaque, pier e uma prainha com faixa de areia estreita.

Glen Lake – olha a cor da água desse lago! (Foto:@morarnoseua)

Glen Lake é perfeito para as crianças! (Foto:@morarnoseua)

Em Glen Arbor a única opção de campground é o D.H. Campground que é do tipo “rústico”. Na beira do Glen lake tem algumas opções de “hotel” (entende-se por motel tipo o que a gente vê nos filmes americanos) ou cabanas e há também as opções de casas de veraneio para locação. Na cidade tem opções de bed&breakfast e mais alguns hotéis pequenos. Tudo lota nesta época do ano, então a reserva tem que ser feita com antecedência.

Opções de camping em Sleeping Bear

Para encontrar hotéis em Glen Arbor e região é so fazer uma busca em sites como o Hotels.com ou Expedia.com. Para locação de cabanas/cottages tem opções no Airbnb e no Trivago, o que vale muito a pena quando vai um grupo de amigos.

Desta vez, como tínhamos mais dias para explorar a região, fizemos passeios novos como navegar de caiaque pelo Crystal River. A empresa que faz o passeio fica bem no centrinho de Glen Arbor e se chama Crystal River Outfitters   e eles te levam de van até o ponto de saída dos caiques. Recomendo ligar antes ou ir até o local pessoalmente para fazer a reserva dos caiaques já que a procura é grande. O passeio é super tranquilo para ir com crianças pois o rio é raso, de água cristalina e de correnteza bem suave e o trajeto é feito a favor da correnteza então não precisa remar muito.

Crystal River (foto: @moraranoseua)

Crystal River – olha a agua cristalina deste rio! (foto: @moraranoseua)

O Leo foi em um caiaque duplo ($58 dólares) com o Theo de 9 anos e eu fui no caique simples (R$36 dólares) com o Thomas de 2 anos no meu colo. Por estarmos com as crianças optamos pelo trajeto curto que durou uma hora e meia, mas no final o Thomas já estava meio cansado e foi para o caique no colo do pai para mudar um pouco. Quem estiver sem criança ou com crianças maiores pode fazer o trajeto completo que dura aproximadamente 3 horas dependendo da intensidade das remadas.

Crystal River(foto: @moraranoseua)

Caiaque no Crystal River (foto: @moraranoseua)

Outro lugar novo que conhecemos dessa vez foi Glen Haven, uma vilinha histórica entre Glen Arbor e a Dune Climb. A praia de lá tem faixa de areia estreita mas é ótima para tomar sol e para as crianças brincarem, mas como toda praia voltada para o lago Michigan a água é gelada mesmo no verão.  Tem um museu marítimo (pequeno mas bem legal para as crianças) e uma lojinha antiga onde é possível obter o carimbo do Sleeping Bear National Park no passaporte (você pode estampar os carimbos de todos os parques nacionais no seu passaporte como marco da sua visita nesses lugares). Como não estávamos com os passaportes, o Theo carimbou no Summer Jounal que ele está escrevendo durante as férias.  E para os pais e mães de plantão, do lado dessa loja tem um banheiro público com fraldário, espaçoso e limpíssimo, então podem curtir a praia de lá tranquilos com a criançada.

Praia em Glen Haven(foto: @moraranoseua)

Também vistamos a cidade de Leland, que fica a meia hora ao norte de Glen Arbor. É outra cidade gracinha de Michigan e de onde saem os ferrys para visitar as ilhas de Manitou. A cidade é famosa pela vilinha histórica de Fishtown, onde hoje em dia só restou uma peixaria as outras casinhas se transformaram em lojinhas e restaurantes charmosos na beira do rio que desagua do lago Michigan. Não exploramos muito a cidade, ficamos mais na região da Fishtown e no centrinho onde tem diversas lojinhas típicas de cidade de praia.

Fishtown em Leland (foto: @moraranoseua)

Leland (foto: @moraranoseua)

Pescaria em Fishtown (foto: @moraranoseua)

(Foto:@morarnoseua)

Para quem tiver tempo para explorar mais a região de Leland, recomendo ir até Northport, lá na pontinha mais ao norte de Leelanau (tem um State Park lá) e voltar pela costa leste da península explorando as várias vinícolas e cervejarias que tem na região até chegar em Traverse City.

No trajeto entre Glen Arbor e Leland pela M22 você passa por um outro ponto bem conhecido chamado Pyramid Point Overlook. Tentamos passar lá na volta mas pegamos a trilha errada com o carro que foi pela parte de baixo em direção as praias. Mas nenhum passeio é dado como perdido, resolvemos parar e lá fui eu com o Theo dar uma espiada na praia que era bem bacana, de pedras e mais selvagem (me lembrou as praias de Munisng na Upper Península), mas o melhor foi atravessar a pé um rio para chegar na praia, o que para o Theo foi mais legal que ver a praia em si.

.

travessia de rio para chegar na praia

Praia na região do  Pyramid Point com a ilha de North Manitou ao fundo

Mas Voltando ao Pyramid Point, pelas fotos que eu vi a vista de lá é bem parecida com o Dune Overlook e a trilha para se chegar lá é tranquila. Da próxima vez vou analisar direito o  mapa e pegar o caminho certo e  tentar conhecer esse outro ponto do Sleeping Bear Dunes National Lakeshore.

Outra área que ainda não exploramos é a região de Empire, que é aonde fica o visitor Center (headquarters) do Sleeping Bear Dunes Nacional Lakeshore. Dizem que o por-do-sol nas praias de lá são espectaculares  e tem outra trilha famosa com vista incrível para o lago Michigan chamada Empire Bluff Trail.

Dica de roteiro na Leelanau peninsula

Mais sobre as praias de Michigan clique aqui

Sobre a alimentação durante a viagem, tenho que confessar que não aguento mais comer comida americana, [e sempre a mesma coisa, tem tudo o mesmo gosto com algumas poucas exceções. Como no nosso quarto do hotel tinha cozinha, fazíamos as nossas próprias comidas, coisas simples que criança gosta como macarronada, arroz com franguinho desfiado, noite do hamburger, sanduiches naturais, muitas frutas e por ai vai.

Riverfront Pizza em Glen Arbor

Saímos para comer fora apenas dois dias. Comemos uma pizza muito boa (para os padrões americanos) no Riverfront Pizza. O lugar fica na beira do rio em que fizemos o caiaque, é minúsculo e funciona no esquema delivery, mas tem algumas poucas mesas disponíveis na beira do rio. E no dia de virmos embora almoçamos no tradicional Boone Docks, um restaurante com bar e lojinha que ocupa toda a esquina da rua principal da cidade bem em frente ao único mercado da região, o Andersons Glen Arbor Market. Um outro restaurante bem  típico da região é o Cherry Republic famoso pelas tortas de cereja e o Arts Tavern.   E para fechar, o melhor sorvete da cidade para o nosso paladar é o The Pine Cone, bem ali na rua principal.

Comeco da noite do feriado de 4th July (Foto:@morarnoseua)

Sei que este post saiu meio tarde já que metade do verão de Michigan já passou, mas ainda esta em tempo para quem não conhece, ir para a região do Sleeping Bear e vale lembrar que no outono, mesmo já estando mais frio a paisagem na região é espetacular!

Um grande abraço a todos

Juliana

Todos os textos desta página são de direitos autorais da autora Juliana Fontes.
A cópia de tais textos é proibida por lei. Fique à vontade para compartilhar e divulgar o blog (citar a fonte) mas não copie e cole.

Anúncios

Warren Sand Dunes State Park – Michigan

Nosso cantinho no camping (foto @morarnoseua)

 Na semana passada abrimos a nossa temporada de camping aqui em Michigan! Já escrevi aqui no blog que gostamos bastante de acampar, principalmente porque aqui a infraestrutura dos campings são muitos boas, o ambiente é bem família (bebidas alcoólicas são proibidas dentro dos states parks), as crianças adoram e a gente sai completamente da rotina. Dá um trabalho danado sim, pois com criança a gente tem que levar praticamente a casa no bagageiro do carro, mas mesmo assim vale muito a pena e é a maneira mais econômica para curtir o verão de Michigan.

Warren Sand Dunes State Park (foto @morarnoseua)

Este nosso primeiro camping foi em lugar que ainda não conhecíamos e que nos surpreendeu muito! Ficamos no Warren Sand Dunes State Park, que fica localizado ao sul da costa oeste do estado de Michigan. O lugar é lindo e fica bem as margens do lago Michigan que é praticamente um mar de água doce. Este State park fica a 2 horas e 50 minutos de onde moramos e fomos para passar apenas o final de semana, mas para acampar compensa mesmo ficar pelo menos duas diárias. O ideal é entrar na sexta e sair no domingo. Muitos campgrounds nem aceitam reservas inferiores a duas noites.

Warren Sand Dunes State Park (foto @morarnoseua)

Na área da praia tem um bolsão de estacionamento bem grande  com área de apoio com banheiros limpos (tem trocador para bebes) e ducha externa para tirar a areia. Tem também dois quiosques  de praia (coisa rara aqui em Michigan) que vendem sorvete, hot-dog e guloseimas. Ainda na área do estacionamento, haviam dois food trucks vendendo tacos e hamburger, mas não sei se eles estão sempre lá.

Warren Sand Dunes State Park (foto @morarnoseua)

Chegamos no sábado e o tempo estava muito bom, com sol mas não tão calor. A praia tem faixa de areia grande, a areia é fina com algumas pedras e água cristalina (e gelada claro!). Mesmo com o vento, que acaba formando ondas no lago, as crianças se divertiram muito e passamos a tarde toda na praia! Outro atrativo dessa praia são dunas  que se formam e dá para subir no topo delas para apreciar a vista lá de cima. O por-do-sol visto de lá deve ser lindo, mas como agora est escurecendo tarde por aqui (o por-do-sol é por volta das nove e meia da noite) voltamos para a área do campground antes de começar a escurecer.

A área de camping fica localizada em uma área bem arborizada desse state park. Logo que você chega você tem que estacionar o carro e fazer a sua registration no office logo na entrada (nesta época do ano os campings lotam, então você já tem que ter a sua reserva feita online). A recepcionista irá verificar a sua reserva, solicitar a placa do veículo (tem que ter o recreation passport dos states parks), te passar algumas informações básicas e te entregar um papel que tem que ficar no seu carro, pois só pode entrar na área do campground quem esta hospedado lá dentro (visitantes que vem apenas para passar o dia na praia não podem entrar na área do camping, o que torna acampar por aqui ainda mais seguro).

Warren Sand Dunes State Park (foto @morarnoseua)

A  insfrestrurada era ótima com banheiros femininos e masculinos espaçosos, área de ducha para tomar banho individuais e separada dos banheiros, o que é ótimo para dar banho nas crianças. A água é quente e com bastante pressão. Logo na entrada do campground tem uma lojinha de conveniência que vende além de bugigangas lenha e gelo.  Todos os sites (que é o espaço reservado para você montar a sua barraca) tem mesa de pic-nic, fire-pit e ponto de energia elétrica, porém torneira com água potável apenas em alguns pontos. A parte ruim é que não tinha área de pia comunitária para lavar a louça suja e por motivos óbvios não se pode lavar louça suja de comida nas torneiras disponíveis, então a dica é levar tudo o mais descartável possível e bastante papel toalha para poder dar aquela limpada nas panelinhas e frigideiras.

Sempre quando reservamos o nosso espaço no camping gosto de ficar próxima (mas não do lado) da área dos banheiros por causa das crianças e nesse também tinha um playground pertinho da gente, além de uma área com uma tenda e um motorhome chamada “host-spot”, onde tinha vários livros para crianças e adultos emprestarem para ler durante a sua estadia no camping, além de livros para doação. No sábado de manhã também estavam servindo café por lá.

Para quem gosta de fazer trilhas, tem diversas trilhas pelo state park e deve ser muito legal faze-las, mas com crianças pequenas não arriscamos. Como área do camping não fica perto da praia, fomos de carro até lá (aproximadamente uma milha), mas quem curte uma aventura da para ir pelas trilhas pelas dunas.

No domingo, a idéia era levantar acampamento e passear pela regiáo de St Joseph que ainda não conhecemos, mas optamos em voltar para a praia do parque  e curtir a companhia dos amigos que estavam  no acampamento conosco. Devido a chuva forte que caiu durante a madrugada, a cor da água da praia não estava mais tão azul, porém estava menos gelada e tinha bastante pedrinhas  na areia, mas o sol saiu ficamos por lá até as 4 horas da tarde, antes de voltarmos para casa. As crianças aproveitaram muito!

Como já falei em post anterior, para fazer as reservas nos campings dos parques estaduais é só você entrar no site do DNR, super simples e fácil. Em alguns campings privados dá para reservar pelo site já em outros tem que ligar no local.

Tem muitas pessoas entrando em contato pelo instagram (@morarnoseua) pedindo dicas de viagens durante o verão aqui em Michigan. Como temos mais quatro campings reservados para este verão, pretendo compartilhar aqui com vocês a nossa experiência em cada um deles e deixar várias dicas! A primeira delas é que se você pretende acampar neste verão, corre para fazer a sua reserva pois já está praticamente tudo lotado, principalmente os campings dos States Parks, mas ainda é possível encontrar disponibilidades nos campings privados.

Abaixo segue links para os posts que já escrevi sobre acampar nos EUA.

Como é acampar nos EUA

Praias de Michigan

Silver Lake and Grand Haven

Abraços

Juliana Fontes

Todos os textos desta página são de direitos autorais da autora Juliana Fontes.
A cópia de tais textos é proibida por lei. Fique à vontade para compartilhar e divulgar o blog (citar a fonte) mas não copie e cole.

 

As Praias de Michigan

IMG_1769

Glen Lake -MI (foto: @morarnoseua)

E foi dada a largada para o verão de Michigan! Depois de um longo inverno temos praticamente 4 meses para passear, desbravar e conhecer os lugares lindos que temos aqui em Michigan os quais infelizmente ficam praticamente inacessíveis durante os meses de inverno, principalmente as praias (de lago, mas para quem não tem mar por perto está valendo).

A primeira dica que eu dou é que se você pretende passar o final de semana ou mais dias nesses lugares, você deve fazer a reserva dos hotéis agora! Michigan tem uma rede hoteleira bem fraquinha e tudo lota muito rápido, até os campingrounds para quem gosta de acampar.

Alguns desses lugares nós já estivemos algumas vezes, então ao invés de escrever tudo de novo eu vou deixar um link para o post já existente aqui no blog sobre o lugar.

Em cidades maiores como Traverse e Petoskey acontece agora no verão as “restaurant week” onde você encontra uma boa relação custo/benefício para jantar uma comida diferenciada nos restaurantes participantes (checar calendário de eventos das cidades). Nas demais cidadezinhas as opções de restaurantes não fogem muito daquele padrão de comida americana “tudo com o mesmo gosto” (sorry american friends, but it’s true).

E não se esqueçam do protetor solar, do repelente e de comidinhas para aquela “farofa” básica na praia, já que aqui não tem barraquinhas de praia como no Brasil.

MACKINAC ISLAND

Mackinac Island (foto: @morarnoseua)

Na minha opinião esta pequena ilha situada entre a LP e a UP aqui de Michigan merece o primeiro lugar. Primeiro pela sua localização, já que como não é permitido carro na ilha o único meio de se chegar até ela é de ferry, o que já é um passeio diferente. Segundo pelo meio de locomoção ser apenas a pé, de bicicleta ou cavalos. Terceiro, a arquitetura das casas é linda e tem toda uma história sobre o povoamento desta pequena ilha e por último ela é linda, as praias mesmo que de pedras, fazem a alegria das crianças além de ter várias trilhas repletas de natureza! E aproveitem para passear por Mackinaw City também e cruzar a Macknac bridge.

Link sobre o nosso passeio a Mackinac island aqui.

TRAVERSE CITY

Para mim é a cidade de “praia” mais badalada de Michigan. Tem  inúmeras opções de passeios e gastronomia. Até vinícolas tem por lá. Se estiver hospedado em Traverse indico fazer um bate-volta na cidade de Charlovoix, que é uma graça e conhecer a região da Leelanau península.

Link para post sobre Traverse City aqui.

SLEEPING BEAR DUNNES

Sleeping Bear (foto: @morarnoseua)

Um dos “must see” de Michigan e que já foi eleito um dos lugares mais bonitos dos EUA. A vista do Lake Michigan do alto das dunas é de tirar o fôlego e o melhor é que o acesso é fácil, então é tranquilo para ir com as crianças. Do ladinho de sleeping bear fica a cidadezinha de Glen Arbor casa do famoso Glen lake, lago de água cristalina e de cor azul incrível (pois o fundo dele é composto da areia que vem das dunas), ótimo para crianças, mas como ele é um lago privado você tem que ter reserva em um dos poucos hotéis que dá acesso à ele ou locar uma casa para a temporada nas margens do lago.

Glen Lake – MI (foto: @morarnoseua)

PETOSKEY

Petoskey (foto: @morarnoseua)

Outra cidade de “praia” gostosa de passear com a família no verão para curtir a praia e procurar pelas famosas Petoskey stones com as crianças. Ponto de partida para o famoso “tunnel of trees” e para a pequena vila de Harbor Springs.

Link para o post da nosso viagem para Petoskey no outono aqui

SILVER LAKE SAND DUNNES

Silver Lake – MI (foto: @morarnoseua)

Está aí um lugar que sempre vamos. Tem um camping muito legal para se ficar com as crianças (que tem piscina) o qual fica bem no centrinho da cidade (O Yogi Bear Jellystone), então dá para ir passar a pé com a criançada. Tem uma prainha do state park ótima para crianças com playground, banheiros e um dos pores de sol mais lindos de Michigan! E para os que gostam de emoção tem os passeios de 4X4 nas dunas.

Se estiverem em mais amigos vale a pena alugar um barco para passear pelo Silver Lake e atracar do outro lado, na base das dunas.

Silver Lake- MI (foto: @morarnoseua)

Link para Silver Lake aqui

MUNISING

Munising – MI (foto: @morarnoseua)

Se a sua intenção é se aventurar pela Upper Península está cidade é a casa das Pictured Rocks e da famosa rota das cachoeiras em Michigan. Já estivemos lá e tem post completo no link abaixo.

Link para o post do nosso passeio para a Upper Peninsula aqui.

Pictured Rocks (foto: @morarnoseua)

LUDINGTON STATE PARK

Ludington State Park (foto: google)

Para mim um dos states parks mais bacanas de Michigan que reúne em um lugar só lago, rio e “mar”. Este parque lota no verão e se você pretende acampar nele as reservas tem que ser feitas em abril. Mas se não consegui fazer reserva da para se hospedar na cidade e passar o dia no parque. Cabe lembrar que para entrar nos states parks você tem que ter o selo na placa do carro (recreation passport) que voce solicita na Secretary of States.

GRAND HAVEN, SOUTH HAVEN e SAINT JOSEPH

Grand Haven (foto: @morarnoseua)

Cidades de praia bem parecidas margeadas pelo lago Michigan. Por estarem mais ao sul a água costuma ser menos fria se comparada as praias mais ao norte. Os hotéis lotam no verão, então façam a reserva com antecedência.

TURNIP ROCK

turnip Rock (Foto- gloogle)

Ainda não estivemos lá mas é um dos cartões postais de Michigan. Fica na cidade de Port Austin no Lake Huron, ali bem no “polegar” do mapa de Michigan. O único jeito de ver a turnip rock é de canoa, então é mais indicado para pessoas com filhos maiores.

HOLLAND

Holland -MI

Outra cidade gostosa para se passear com a família, fica pertinho da praia e que hospeda o famoso festival de tulipas no mês de Maio.

Espero que tenham gostado das dicas! Sei que ando sumida por aqui, mas vou tentar postar mais coisas agora no verão, principalmente dicas de passeios já que temos bastante coisas legais programadas. Sigam o blog no Instagram, estou mais ativa por lá @morarnoseua

Moradores de Michigan, se tiverem mais dicas de praias por aqui deixem nos comentários! Adoro quando vocês interagem com o blog, leio tudo!!

Abraços

Juliana

Mackinac Island -MI

IMG_1755Para muitas pessoas o estado de Michigan se resume a cidade de Detroit e a indústria automobilística, porém como já mencionei aqui no blog, Michigan é um estado repleto de belezas naturais e cidadezinhas encantadoras!

Neste verão, depois de quase quatro anos morando aqui, fomos conhecer a famosa Mackinac Island, uma pequena ilha que fica bem na divisa entre a Lower (LP) e a Uppper península (UP) de Michigan. Historicamente a ilha teve uma grande importância estratégica no passado por ficar localizada bem no estreito de Mackinac que liga o Lake Michigan com o Lake Huron, dois dos cinco grandes lagos americanos. Hoje a ilha é reconhecida como patrimônio histórico (muitas de suas casas foram construídas entre os anos de 1700 e 1800) e é sem dúvida um dos destinos de férias de verão mais conhecidos daqui. A população da ilha gira entorno de 500 habitantes, mas no verão chega a ter em média 15 mil visitantes por dia!

IMG_1834

Os casarões centenários da ilha! Lindos! A maioria deles hoje são hospedagens do tipo  Bed&Breakfast

Saímos no sábado pela manhã de casa e depois de quatro horas de estrada estávamos em Mackinaw City. A idéia era já fazer o check-in no hotel antes de pegar o ferry para a ilha mas como só poderíamos entrar depois da 3pm,  deixamos o carro no estacionamento do hotel, pegamos as nossas bikes, abastecemos as mochilas com comidinhas e trocas de roupa para as crianças e pedalamos até o píer de onde saem os ferrys, que era bem pertinho do hotel, bem no centrinho da cidade.

Optamos em ficar hospedados em Mackinaw City pois os preços são mais em conta do que na ilha, porém o hotel é aquele “padrão Michigan”, o que quer dizer que pagamos $170 a diária (Fairview Beachfront Inn) para ficar em um hotel antigo,  com café da manhã (bem fraquinho) compartilhado com o hotel do lado e cuja única infraestrutura que o hotel oferecia, que era a piscina (que eles chamavam de waterpark, mas que de waterpark não tem nada), não conseguimos usar pois só abria depois do meio-dia (no sábado quando chegamos estávamos na ilha nessa hora e no dia seguinte o nosso check-out era as 11 da manhã. Existem várias opções de hospedagem na cidade, acho que não tivemos sorte desta vez…pelo menos ele era pé na areia no Lake Huron.

Se o valor da diária não é problema para você, recomendo ficar hospedados na própria ilha que tem opções boas de hotel e de bed-and-breakfast, mas é bom fazer as reservas com antecedência durante os meses de verão em Michigan. E se for para gastar mesmo fiquem hospedados no Grand Hotel, um hotel de luxo histórico com diárias na casa dos $900 dólares na alta temporada (totalmente fora do nosso budget rsrsrs). Cabe lembrar que, infelizmente, não é permitido acampar na ilha, mesmo 80% dela ser um State Park.

Para se chegar na ilha é preciso pegar um ferry que sai da cidade de Macknaw City (LP)ou de Saint Ignace (UP), o trajeto dura em torno de 20 minutos e é feito por duas companhias, a Star Line Mackinac Island Ferry  e a Shepler’s Mackinac Island  Ferry. O serviço das duas companhias é praticamente o mesmo e no site você terá acesso a informações sobre preços e horários. Optamos pela Shepler’s pois estava com promoção de criança free na compra de adulto e compramos os tickets  on-line para aproveitar o desconto. Um fato curioso é que na ilha não entram carros, então você terá que deixar o seu carro nos estacionamentos que essas empresas oferecem. Para se locomover na ilha você terá a opção de andar a pé, alugar bicicleta ou de andar de charrete.  Optamos por levar as nossas bikes pois já temos a cadeirinha do bebe acoplada. Cabe lembrar que tivemos que pagar $10 dólares a mais por bike no ferry.

IMG_1704

Em Mackinaw City aguardando o Ferry

Um fato interessante é que durante o inverno de Michigan este trecho do lago fica completamente congelado, então os ferrys não funcionam. O único meio de acesso para ilha é através de snowmobiles que percorrem um trecho seguro do lago congelado chamado de “ice-bridge” que liga Mackinaw City a ilha. Os snowmobiles são os únicos veículos motorizados autorizados a chegar na ilha.

O passeio de ferry até a ilha  foi gostoso, ficamos na parte de cima que é aberta então tivemos uma vista privilegiada da Mackinac Bridge. Conforme o ferry se aproxima da ilha ele passa do lado de um farol e já dá para contemplar a fachada dos casarões históricos da ilha, muitos deles em estilo vitoriano, além do forte Holmes e do Grande hotel.

IMG_1712

No ferry a caminho de Mackinac Island com a famosa Mackinac Bridge ao fundo

Desembarcar em Mackinac Island é como voltar no tempo, a rua principal, que na verdade é uma estrada, a M-185 (única estrada dos Estados Unidos que não permite veículos motorizados) é margeada por casarões antigos que hoje são sede de diversos restaurantes, lojinhas, locadoras de bicicletas e hotéis. Ao invés de carros nas ruas temos charretes puxadas a cavalo e muitas, muitas bicicletas! Para manter a ordem, tem lugares demarcados para estacionar as bikes ao longo da rua, locais exclusivos para as charretes e guarda de transito para garantir a ordem. Por ser um sábado a ilha estava bem cheia e as calçadas estreitas  dominadas por pedestres que cruzavam a rua de um lado para o outro o que requeria muita atenção quando estavámos pilotando as bicicletas.

IMG_1723

Ao chegar em Mackinac Island voce já se da conta que a bicicleta é o principal meio de transporte local

IMG_1728

Depois das bikes, os cavalos são a outra opção de transporte na ilha.

Optamos em seguir a avenida sentido sul da ilha e conforme nos afastávamos do centro o tumulto foi diminuindo. Esta rua/ciclovia contorna toda a ilha e tem a extensão de aproximadamente 8 milhas (13 km de circunferência) e pode ser percorrida de bike ou a pé. Os passeios a cavalo ficam mais concentrados no centrinho. Também tem diversas trilhas pelo interior da ilha para quem gosta de hiking.

IMG_1730

A rua/estrada (M-185) que contorna Mackinac Island

Claro que tem pontos turísticos tradicionais na ilha como o Arch Rock, o Fort Holmes, boboletário, museu, igreja e o Grand hotel mas preferimos nos concentrar no passeio de bike contornando a ilha e apreciar a vista do alto da Arch Rock pois só tínhamos praticamente uma tarde na ilha. Para quem for passar o final de semana na ilha vai ter tempo suficiente para os programas turísticos.

Como estava um dia lindo de sol (mas com um ventinho típico do norte de Michigan claro) a água do lake Huron estava transparente  e com um tom azul lindo! As praias que se formam na ilha não tem areia e sim muitas pedras, então as pessoas constroem castelos de pedras ao longo da margem o que da um efeito visual super bonito e diferente! E é claro que os meninos adoraram brincar nas pedras. Ao longo do nosso trajeto paramos para um lanchinho e apreciar a vista que era linda! Depois estacionamos as bikes no acesso para o Arch Rock que é que uma formação rochosa em forma de arco no alto do morro com vista para o lago. A escadaria que leva até lá tem por volta de 200 degraus mas não é difícil de subir e lá fomos nos com as crianças. Lá em cima tinha bastante gente, muitas tinham chegado de charrete por uma trilha interna. Tem alguns bancos para descansar e um mirante com uma bela vista para o Lake Huron. Todo mundo (claro!) queria tirar uma foto com a Arch roch ao fundo então, tivemos que esperar um pouco para conseguir tirar as fotos e usar estratégias para não sair nenhum desconhecido de “papagaio de pirata” na mesma…fato típico de lugares turísticos.

IMG_1763

Escadaria que leva ate a Arch Rock

IMG_1772

A famosa Arch Rock. Lá embaixo a estrada na qual viemos pedalando!

IMG_1774

Vista do Lake Huron do mirante da Arch Rock

IMG_1806

Praia de Pedras de Mackinac Island

IMG_1788

Castelos/faróis de pedras!

Não demos a volta toda na ilha pois o Theo já estava cansado de pedalar (estávamos com a nossa bike dupla onde eu pedalava na frente e ele ia atrás ajudando a pedalar e o Leo em outra bike com o Thomas na cadeirinha), então demos meia volta e retornamos pelo mesmo trajeto. Já era por volta de 5 horas da tarde quando chegamos novamente no centrinho da ilha, estacionamos as bikes e fomos almoçar/jantar no restaurante Pink Pony, o qual eu tinha lido bons reviews na internet. Este restaurante fica dentro de um hotel e o ambiente é antigo e meio vintage. Com relação a comida esta estava boa  mas nada diferente do padrão americano de ser. O kids-menu tinha as opções de sempre dos restaurantes (tender fingers, hamburguinho, grilled-cheese ou macarrão com queijo).

1200px-MackinacIslandDowntown

Centrinho de Mackinac Island

Ao saírmos do restaurante a ilha já estava mais vazia e o tempo estava começando a esfriar. Pedalamos um pouco no outro sentindo mas logo voltamos para pegar o ferry de volta para Macknaw City. Na volta viemos na parte de dentro do ferry pois o vento estava desagradável na parte externa. O interior do ferry é bem grande com bastante assentos e as janelas grande permitem um boa vista lá de fora, e a esta hora, as luzes da Mackinac Bridge já estavam acesas!

Quando voltamos para Mackinaw City pedalamos de volta para o hotel para ai sim, fazer o nosso check-in. No começo da noite demos uma volta pela cidade, tomamos um sorvete e fomos até  beira do lago ver o sol se por na Mackinac Bridge. Agora no verão o dia começa a escurecer  por volta das 9 e meia da noite apenas, o que faz o dia render bastante!

IMG_1853

Por-do-sol na Mackinac Bridge! Lindo!

Na manhã seguinte passeamos pela cidade, fizemos algumas fotos e antes de virmos embora almoçamos no Nonna Lisa’s Restaurant que tem uma decoração bem bacana em estilo cabana com animais empalhados e lareira (o Thomas ficou um pouco assustado com os bichos) e a comida estava muito boa, fugindo um pouco do cardápio típico americano.

Mackinaw city também é uma gracinha de cidade com varias opções de hotéis, restaurantes e lojinhas e passagem obrigatória para quem vai sentido upper península. Vale a penas dedicar um dia para passear e conhecer a cidade.

IMG_1866

Uma das paradas obrigatórias em Mackinaw City. Este é um dos melhores pontos para se ver a Mackinac Bridge!

Espero que tenham gostado de conhecer mais um pedacinho de Michigan aqui no blog! Visitem o perfil do blog no Instagram (@morarmoseua), tem sempre fotos novas por lá!

Abraços

Juliana

Todos os textos e fotos desta página são de direitos autorais da autora Juliana Fontes.
A cópia de tais textos e fotos é proibida por lei. Fique à vontade para compartilhar e divulgar o blog mas não copie e cole.

Mais lugarzinhos de Michigan nos posts abaixo!

Fim de semana em Petoskey-MI

Upper Peninsula de Michigan

Praias de Michigan

Traverse City -MI

Summer Camp- Férias de verão nos EUA

Summer-Camp

O ano escolar está quase chegando ao fim aqui nos EUA.  Aqui em Michigan temos apenas mais duas semanas de aulas antes do início das férias de verão! Serão praticamente 3 meses sem aulas nas escolas públicas americanas então, haja imaginação para entreter a criançada!

Porém, um fato contraditório que tem por aqui é que ao mesmo tempo em que as crianças ficam de férias o verão inteiro, os pais tem pouquíssimos dias de férias aqui nos EUA. As férias do americano são bem curtas, variam de 5 a 15 dias por ano! Apenas pessoas com um bom tempo de empresa e cargos altos conseguem ter 30 dias de férias no ano.

Então o que fazer com a criançada? Quando  nem casa de vó tem para a criançada passar as férias? Os  SUMMER CAMPS podem ser a solução!

Os acampamentos de verão aqui nos EUA geram milhões de dólares por ano e são a salvação para os pais que não querem que os filhos desperdicem o verão na frente da televisão ou do iPad.

Existem inúmeros tipos de Summer Camps. Tem os oferecidos pelo próprio distrito escolar da criança, o da própria cidade, das igrejas, YMCA e empresas particulares especializadas em summer camps. Os temas também são diversos indo do típico acampamento na beira do lago com direito a pescaria e fogueira, summer camps de artes, esportes, culinária e até summer camps de robótica.

As opções são infinitas e dá para manter as crianças entretidas durante todo o verão, o grande problema para mim é o preço dos Summer Camps, são muito caros! Uma semana em um Summer Camp das 9 horas  da manhã as 3 horas da tarde varia de $100,00 a $300,00 dólares por semana! Multiplica isso por quase 12 semanas de férias, é muito dinheiro!

Mas fazer o quê? Não é justo deixar a criança em casa durante o verão, sendo que esta estação do ano é muito curta aqui em Michigan. Por enquanto inscrevi o Theo em uma semana no  summer camp do YMCA cujo o tema é Liga dos heróis e fica na beira de um lago com diversas atividades ao ar livre. Vamos ver como vai ser esse que é praticamente o primeiro Summer Camp dele.

images (1)

Quando morávamos em Canton tinha um projeto oferecido pelo Canton Activit Crew chamado Supervised Playground Program, que era muito bacana. Você registrava a criança no programa por uma taxa de $25 dólares o verão inteiro e o seu filho ficava com a equipe de recreadores do programa em alguns parques com playgrounds da cidade. O Theo adorou e para mim era uma grande ajuda pois aproveitava o tempo em que ele estava com os recreadores para ir ao mercado, fazer almoço e os afazeres de casa enquanto ele se divertia com as outras crianças e monitores. Infelizmente aqui na região em que moramos atualmente não tem esse tipo de projeto. Os programas similares que tem por aqui chamados de Summer Care custam em média $35 dólares por dia.

No site da maioria dos distritos escolares você encontra as opções de Summer Camps da sua região. Segue abaixo o link para alguns programas de verão na nossa região aqui em Michigan:

My Summer Camps 

YMCA Michigan Camps

Canton Leisure Services

Walled Lake Communit Education Summer Program

City of Novi Camps

Plymouth-Canton Communit Education Summer Program

Huron Valley Summer Program

West Bloomfield Summer Camps

As bibliotecas e academias também capricham na programação para a criançada durante o verão, o que é uma boa opção sem ter que gastar muito dinheiro.

A rede de Academia LifeTime, que é bem conhecida aqui na região tem uma programação bem bacana de Summer camp.

Life Time Kids Camp 

Espero que o post ajude aos vocês papais e mamães a manterem as crianças ativas e felizes durante as longas ferias de verão americanas!

Abraços

Juliana

Todos os textos desta página são de direitos autorais da autora Juliana Fontes.
A cópia de tais textos é proibida por lei. Fique à vontade para compartilhar e divulgar os posts do blog mas não copie e cole.

 

Feriado de Labor Day- A despedida do verão em Michigan

IMG_4977

E o verão está indo embora ….

Na próxima segunda-feira dia 1º de Setembro é feriado de Labor Day aqui nos EUA. É um feriado Nacional em comemoração ao dia do trabalho mas na prática, este feriadão marca o fim do verão aqui em Michigan e das férias escolares de verão, já que na terça-feira, começa o novo ano escolar por aqui (diferente do Brasil onde o ano escolar se inicia em Fevereiro). Este  fim-de-semana também é o último para as crianças aproveitarem os parques de água, as piscinas externas dos clubes e os spash-playgrounds dos parques, já que na terça tudo fecha, independente se ainda estiver um dia de sol quente lá fora. As pessoas também aproveitam para fazer a última viagem de verão, a grande maioria vai para as praias de Michigan voltadas para o lago Michigan, que é uma região linda sobre a qual já falei um pouco aqui no blog.

IMG_4904blog

Últimos dias para aproveitar os parques de água por aqui.

E por falar no clima, o outono já está dando as caras por aqui. As manhãs já estão mais frescas, com temperaturas por volta dos 14ºC , mas ainda tem feito calor durante o dia, esta semana tivemos tardes de 30ºC por aqui. As folhas das árvores já estão mudando de cor, o verde esta dando lugar aos tons de amarelo, laranja e vermelho. Dizem que esta  é a estação mais linda do ano, justamente por causa da mistura de cores das folhas das árvores. Está começando a escurecer mais cedo também. No auge do verão ainda tinha sol às 9:30 da noite, ontem percebi que as 8 horas da noite o sol já estava indo embora.

IMG_4823

As folhas das árvore já estão ficando com a cara do outono

IMG_4891

Natureza se transformando por aqui.

Esta semana tivemos o “Open House” na escola do Theo, evento escolar onde as crianças são convidadas para conhecer a sua nova sala de aula e a professora e são realizadas algumas atividades para as crianças se conhecerem e interagirem com os novos coleguinhas de classe.

E para não perder o costume consumista americano, este feriado também é cheio de promoções nas lojas. Além disso as lojas estão cheias de decoração para o Halloween para vender e inclusive já tem loja vendendo enfeites e árvores de Natal!

Enfim, o verão está indo embora……foi ótimo, foi lindo mas passou muito rápido! Estou na expectativa pelo outono para ver as mudanças na paisagem que todos falam, mas só de pensar que depois vem o inverno de novo …. ainda não estou preparada para o frio de Michigan!

Abraços

Juliana

Silver Lake e Grand Haven – As praias de lago de Michigan!

Poucas pessoas sabem e até eu mesma não sabia que em Michigan podemos encontrar  praias lindas. É praia de lago sim, mas se não fosse pela falta  de sal  e a temperatura gelada da água você nunca diria que o lago Michigan não é um mar!

Desta vez fomos para Silver Lake e para Grand Haven. Dois lugares lindos mas com propostas bem diferentes. Silver lake é um lugar rústico, com uma vilinha de comércio e muitos campings. O forte de Silver Lake são as dunas, existem diversos lugares para se locar jipes e quadriciclos. E diferente de quando você vai para Natal, RN onde o bugueiro é quem dirige o bugue aqui é você quem dirige, muito mais emocionante! Também tem barcos, veleiros e caiaques para locar. Silver Lake é para quem gosta de aventura !!!

Foi muito divertido andar de Jipe nas dunas de Silver lake, aqui eles chamam esses veículos de ORV (Outdoor Recreational Vehicle) e locamos o nosso Jipe na Parrot’sLanding. Na área das dunas não tem apenas jipes, tem gente com moto, caminhonete e uns bugues para andar na areia muito loucos! O Léo e o Theo curtiram muito. Por falar no Theo colocamos a cadeirinha dele do carro no assento do Jipe para ele ficar seguro durante o passeio pelas dunas.

Para quem quiser ter uma idéia de como é andar nas dunas de Silver Lake tem vários vídeos no YOUTUBE , clique aqui para ver ! É muito legal!

Tem também as praias formadas pelo lago Michigan com faixa de areia fininha, a principal é conhecida como praia do Farol, tem uma faixa de areia boa, estacionamento para o carro com banheiro e é possível subir no farol para apreciar a vista lá de cima.. Neste dia estava sol mas com um pouco de nevoeiro sobre o lago Michigan então não dá pra perceber a imensidão que é esse lago.

Bem no centrinho de Silver Lake tem uma área com tirolesa, mini-golf, kart e outras atividades para crianças.

Abaixo fotos de Silver Lake

DCIM100MEDIA

Praia do Farol em Silver Lake,Mi

IMG_1778

Jiperos nas dunas de Silver Lake

DCIM100GOPRO

Nossa aventura de jipe pelas Dunas de Silver Lake

IMG_1720

Vista linda lá de cima das dunas!

IMG_1964

Silver Lake, Mi com as dunas lá no fundo

IMG_1798

Final de tarde em Silver lake

Grand Haven já é mais cidade de praia. Tem um centrinho muito bonito cheio de lojinhas e restaurantes charmosos e um canal bem grande com um calçadão que desagua no lago Michigan. A praia principal fica dentro de um parque estadual e tem uma faixa de areia enorme com redes para jogar vôlei, banheiros e uma área para camping e motor home. Na praia do lado  fica o único restaurante beira de praia, o que é uma ótima pedida para um almoço ou lanche na praia. Um fato curioso é que aqui não existe aquelas famosas barraquinhas de praia como no Brasil e nem vendedores ambulantes. Então todo mundo leva a sua “geladeira”com comidinhas e bebidas. Cabe lembrar que na parte da praia que fica dentro do parque estadual é proibido o consumo de bebidas alcoólicas.

Nesta praia também tem um farol muito bonito que vale a pena a caminhada pra conhecê-lo e ter uma vista de outro ângulo da praia de Grand Haven.

IMG_2028

Praia de Grand Haven, Mi

IMG_4331blog

Área para camping na praia de Grand Haven

DCIM100MEDIA

Lake Michigan, Grand Haven

DCIM100MEDIA

Praia de Grand Haven – faixa de areaia enorme !

DCIM100MEDIA

Canal de Grand Haven com o calçadão que vai até a praia

DCIM100GOPRO

Farol de Grand Haven, Mi

Nesta época do ano, que é verão aqui em Michigan, essas cidades de praia ficam lotadas então tem que reservar hotel com antecedência. Tem diversos festivais e eventos pelas cidades.

Algumas curiosidades sobre o comportamento dos americanos nas praias aqui de Michigan:

– Muitos dispensam guarda-sol, pode estar um sol de rachar e eles estão lá estirados no sol, o que dá para perceber pelas fotos aéreas;

-Homens e meninos não usam sunga, apenas bermudões. O Theo era o único menino na praia de sunga (que eu trouxe do Brasil pois aqui é dificil achar para comprar, principalmente para criança);

-Os biquínis das mulheres americanas tem a parte de baixo bem maior que os biquinis brasileiros, e muitas usam maiô;

-Muitas  pessoas de roupa e tênis na praia (como assim?);

– A maioria das pessoas não levam cadeiras de praia e sim uma toalha gigante que parece um edredom própria para praia e toda a família senta junto;

– Cada família leva a sua “geladeira” (cooler) com bebidas e comidas já que não tem barraquinha de praia e para a tristeza do Theo nem sorveteiro (é a maior farofada mesmo!);

– TODO mundo guarda o seu lixo para depois jogar nas lixeiras. Não vi nenhum papelzinho na areia, e olha que a praia estava bem cheia;

– Eles adoram ficar jogando “frisbee” (discos) dentro da água;

– O Theo foi a única criança que eu vi que fez castelo de areia.

Abaixo segue o link de Grand Haven e Silver Lake para quem quiser conhecer um pouco mais desses lugares incríveis aqui de Michigan.

Conheça Grand Haven clicando aqui.

Conheça Silver Lake clicando aqui.

Estão se surpreendendo com Michigan? Pois é, eu também !

Continuem acompanhando o blog!

Abraços

Juliana